BrLab 2016

Mesas abertas

Confira a programação das Mesas abertas do BrLab 2016:

    Aspectos legais e artísticos para composição de uma coprodução internacional

    A realização de um filme que envolve mais de um país coprodutor geralmente exige um desenho de produção que siga um conjunto de leis e regras previstas em acordos internacionais (bilaterais ou multilaterais) e as brasileiras que normatizam práticas da coprodução audiovisual internacional. Frequentemente utilizados para o financiamento, produção e/ou pós-produção cinematográfica, os mecanismos de coprodução devem ser avaliados e incorporados desde a fase de desenvolvimento de uma obra audiovisual, com a condição de que haja uma necessidade real e justificativas artísticas para essa configuração. Levando esses pontos em consideração, a mesa abordará os aspectos legais e práticos a serem avaliados – entre prós e contras – pelos produtores ao realizar uma coprodução.

     

    24/10 – segunda-feira • 19h às 21h
    CPF – SESC | R. Dr. Plínio Barreto, 285 – Bela Vista

    • Agustina Chiarino

    • Sara Silveira

    • Gilberto Toscano

    • É coordenadora do Comitê de Desenvolvimento de Projetos no Canal 10 do Uruguai, docente universitária e atua internacionalmente dando oficinas, tutorias e assessorias em atividades de formação e como júri em fundos e festivais. Em 2007, associou-se à Control Z Films, pela qual produziu os filmes Gigante (Biniez), Tanta água(Guevara-Jorge), Hiroshima e 3 (Stoll). Em 2011, fundou com Fernando Epstein a Mutante Cine. Através dela, produziram El 5 de talleres (Biniez) e foram coprodutores minoritários deHistoria del miedo (Nahistat) e Mi amiga del parque (Ana Katz). Também organiza oficinas de capacitação como o Puentes, com a EAVE.
      Fundou em 1991, junto com o cine-asta Carlos Reichenbach, a empresa produtora Dezenove Som e Imagens, e desde então a administra em parceria com Maria Ionescu. Dentre suas produções estão os premiados Alma Corsária, Bicho de Sete Cabeças, Durval Discos e Cine-ma Aspirinas e Urubus, que ganhou o National Educational Prize no Festival de Cannes de 2005 e o Un Certain Regard. Também foi o Brazilian Official Entry para Melhor Filme de Língua Estrangeira no Oscar de 2007. Recentemente partici-pou como jurada da seleção Carte Blanche do 67º Festival de Locarno, e também como presidente do júri da sessão Horizontes Latinos da 62ª edição do Festival de San Sebastián
      Gilberto Toscano é formado em Direito pela Universidade de São Paulo e com pós-graduação em Direito do Entretenimento pela Escola Superior de Direito da OAB/SP, Gilberto Toscano é sócio do escritório Cesnik, Quintino e Salinas Advogados, onde atuou como head da área audiovisual. Foi, antes disso, responsável pela área comercial e legal da O2 Filmes. Toscano presta assessoria para programadoras, emissoras, produtoras, distribuidoras, plataformas digitais e outros agentes do mercado de entretenimento. É palestrante e mediador em eventos e cursos nessa área e vice-presidente da Comissão de Direitos Autorais, Direitos Imateriais e Entretenimento da OAB/RJ.

    Novas janelas e caminhos para distribuição digital

    A distribuição de conteúdo audiovisual On Demand tornou-se o braço de distribuição mais sólido da indústria audiovisual nos últimos anos. Usuários, plataformas, youtubers: todo dia surgem novos formatos e novas maneiras de fazer com que um conteúdo se aproxime do seu público. A indústria cria modelos de negócios e estratégias operacionais de tecnologia e de marketing que atendam à demanda pelo conteúdo, permitindo que a farta oferta disponível tenha distribuição garantida e alcance de público. Como este processo está se solidificando no mercado? Quais os próximos passos?

     

    25/10 – terça-feira • 19h às 21h
    CPF – SESC | R. Dr. Plínio Barreto, 285 – Bela Vista

    • Paula Gastaud

    • Eloisa Gomez Lopez

    • Jean Thomas Bernardini

    • Paula Astorga

    • Está na indústria cinematográfica desde 2001, primeiramente trabalhando no Brasil como produtora executiva no desenvolvimento de filmes e projetos de TV. Desde 2009 seu foco tem sido o mercado internacional, criando oportunidades de negócios para cineastas brasileiros na Europa e na America Latina. Na empresa Sofa Digital desde a sua criação, ela administra o licenciamento de conteúdo independente para distribuição em plataformas VOD na América Latina.
      É formada em Administração de Empresas e com mestrado em Relações Internacionais, Lopez-Gomez trabalha no Festival de Cinema de Miami desde 2007. Atualmente é a diretora associada de Indústria e Programação, responsável pela convocatória e convites a filmes, pela programação e gerenciamento de convidados, além de iniciativas de Indústria, como o Prêmio de Pós- -Produção Miami Encuentros, e palestras. Com mais de 10 anos de experiência, Lopez-Gomez trabalhou nos Estados Unidos, Brasil, Colômbia, Canadá, Emirados Arábes Unidos e Panamá em eventos prestigiados e festivais consagrados.
      Jean Thomas Bernardini é distribuidor independentedes de 1989, quando fundou a Imovision. Lançou os primeiros filmes iranianos no Brasil (O Balão Branco e Gabbeh), os filmes do Dogma 95 (Festa de Família, Os Idiotas e Italiano para Principiantes), e outros títulos, como o dinamarquês Dançando no Escuro (Palma de Ouro no Festival de Cannes de2000), o chinês Amor à Flor da Pele, o francês Oito Mulheres e o finlandês O Homem sem Passado. Em 2005 passou a investir também em exibição, com a abertura do espaço Reserva Cultural Paulista. Em agosto de 2016 abriu outro complexo, de cinco salas, em Niterói (RJ), e está desenvolvendo a primeira plataforma de vídeo on demand dedicada aos filmes de arte no Brasil.
      É formada no Centro de Capacitación Cinematográfica, se especializou em Direção e Produção (1999). Depois de muitos anos dirigindo comerciais e videoclipes, passou a atuar como promotora do audiovisual e como produtora. Em 2004 fundou o Festival Internacional de Cinema Contem - porâneo FICCO (2004-2008). Em 2010 assumiu a direção geral da Cinemateca Nacional do México (2010-2013). Participou como jurada no BAFICI, Miami International Film Festival, RMFF, FICUNAM, FIC Valdivia, Seminci em Valladolid, na Quinzena de Realizadores do Festival de Cannes para o Prêmio Europa Cinemas Label, e recentemente no Festival de Mar del Plata.