BrLab 2011

Jurados BrLab

  • Andrea Stavenhagen

    É formada pela Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM). Em 1993 iniciou sua trajetória profissional, colaborando na Direção de Produção de Curtas-Metragens do Instituto Mexicano de Cinematografia, e ocupou a Subdireção de Pesquisa e Divulgação do Centro de Capacitação Cinematográfica. Em 2005, integrou-se ao Festival de Guadalajara, encarregada do Encontro Ibero-Americano de Coprodução Cinematográfica. Atualmente é Diretora de Indústria desse festival.

  • Eva Morsch Kihn

    Formada em Administração de Organizações Culturais na Universidade Paris Dauphine, Eva Morsch Kihn tem também licenciatura em Estudos de Cinema e em Literatura e Cinema. Atualmente, administra a plataforma profissional do principal festival de cinema dedicado ao cinema latino-americano na Europa: o Festival Rencontres Cinémas d’Amérique Latine em Toulouse. A plataforma de Toulouse reúne três encontros: Cine en Construcción (apresentação de trabalhos em andamento), Cine en Desarrollo (apresentação de projetos) e CinemaLab (oficina para o profissional da difusão). Eva é membro do comitê de seleção do Cine en Construcción e curadora da seleção de curtas-metragens para o festival. Além disso, é membro das comissões de seleção de projetos para o Fundo de Apoio ao Desenvolvimento de Roteiros de Amiens e para o Fundo Regional de Midi-Pyrénées. Regularmente participa de atividades e oficinas como tutora e palestrante.

  • José Carlos Avellar

    Crítico de cinema com textos publicados em jornais, revistas especializadas e livros de autores diversos. Autor de seis livros, entre eles A Ponte Clandestina – Teorias de Cinema na América Latina. Foi diretor cultural da Embrafilme, vicepresidente da FIPRESCI e diretorpresidente da Riofilme. Desde 1980 é consultor do Festival de Cinema de Berlim. Atualmente coordena a programação de cinema do Instituto Moreira Salles, no Rio de Janeiro.

  • Sandro Fiorin

    Nascido no Brasil, Sandro Fiorin fundou a produtora FiGa Films em Los Angeles, em 2006, com o parceiro cubano-americano Alex Garcia, para descobrir e distribuir conteúdo latino-americano na América do Norte, assim como representá-lo pelo mundo. Criado no Rio de Janeiro, Fiorin estudou na Escola de Cinema da FAAP e na New School em Nova York, onde viveu e trabalhou por 14 anos, antes de mudar-se para a Califórnia em 2001. Cargos no Film Forum, Universal e First Look Films fazem parte de seus 20 anos de carreira na área. É programador do Festival de Cinema Latino Americano no High Museum of Art em Atlanta, e diretor artístico do IndieBrazil Film Festival em Los Angeles. Fiorin foi convidado para participar do júri e conduzir fóruns de discussão sobre a situação da distribuição alternativa em Sundance, San Sebastián, Cannes, Rotterdam, Toulouse e diversos outros festivais. Desde 2010 esteve envolvido na produção de premiados projetos, como Verano de Goliat, Los Viejos e Avanti Popolo.

  • Sara Silveira

    Atualmente é uma das mais ativas produtoras de filmes no Brasil. Começou trabalhando no cinema como assistente de produção e produtora de locações. Desde 1991, em parceria com Carlos Reichenbach, administra a produtora Dezenove Som e Imagens, com projetos que acumularam premiações e participações em festivais internacionais, entre eles Bicho de Sete Cabeças; Durval Discos; Cinema Aspirinas e Urubus; Os Famosos e os Duendes da Morte; e Trabalhar Cansa.

  • Viviana Saavedra

    Gestora cultural e produtora executiva da Producen Bolivia. Licenciou-se em ciências da comunicação social na Universidad Mayor de San Andrés. Foi professora nas escolas de cinema de Cochabamba e La Paz e gestora de oficinas de formação de diretores e atores na Bolívia. Como produtora executiva, realizou diversos longasmetragens, documentários e curtas em coprodução com países latinoamericanos. Também presta consultoria em estratégias de comunicação.